R I O E S P E R A main menu

acidade noticias genealogia patrimonio emfoco contato arquivos museu

Bem-vindos!

...uma pequena e charmosa cidade dentre as montanhas de Minas Gerais!

A cidade tem cerca de 7.000 habitantes e fica a 160 km ao sudeste de Belo Horizonte. Sua história teve início em 1710, quando um grupo de exploradores portugueses vindos de São Paulo parou à beira de um riacho para esperar pelos companheiros. Logo esse lugar ficou sendo conhecido como Arraial da Espera. Depois Boa Esperança. Há registros que mostram a cidade com o nome de Piedade da Boa Esperança. Atualmente, Rio Espera.

Desde sua fundação Rio Espera já passou por várias transformações. Como, por exemplo, econômicas, urbanística, patrimonial e cultural além de outras. A cidade já foi o centro da produção alimentícia que abastecia Ouro Preto quando capital do estado. Pessoas importantes no cenário cultural brasiliero já moraram aqui como , por exemplo, Aleijadinho que viveu e trabalhou em Rio Espera. Podemos comprovar isso em recibos assinados por ele.

Atualmente muitos de seus filhos trabalham para o resgate de sua importância sociocultural para a humanidade.

Ao Lado esquerdo da tela, você encontra um índice de páginas disponíveis no site. Notícias; aponta-nos ao blog contendo notícias da localidade. Genealogia; dispõe-nos de um vasto acervo de assentamentos dos séculos XVIII, XIV e XX que podem ser consultados. Patrimônio; encontramos aqui representações do nosso valioso patrimônio. Contato nos permite enviar comentários ou mensagem ao administrador do site.

Notícias

Para saber o que anda acontencendo em Rio Espera e região, você pode acessar o blog do nosso querido Fabrício Miranda no link. Notícias de Rio Espera

você pode também baixar o informativo Rio Espera em Foco aqui.

genealogia

pesquisa

Muitas famílias tiverem em Rio Espera seu berço. Rio Espera tinha no século XVIII e XIX uma relação bastante direta com Ouro Preto que era a capital da província. Isso poder ser observado através dos registros de batismos e casamentos que, naquela época, era incubência da igreja. Hoje, esses precisosos livros encontram na paróquia de Nossa Senhara da Piedade. Consegui fotografar e disponibilizar alguns deles. Nesses registros podemos observar que muitas pessoas vindas de Ouro Preto iam até Rio Espera para se casar. Após casadas, fixavam alí sua residência. criando raizes e deixando descedentes. Muitas gerações passaram por esse rincão, deixando alí suas marcas. Hoje podemos observar tudo isso lendo os arquivos de registro notários da época. É um "mundo" fascinante!

O acervo genealógico já catalogado e disponibilizado no site é bastante amplo e contém registros de batismos, casamentos e óbitos de várias paróquias incluíndo a de Rio Espera, Itaverava, Santana dos Montes e Joselândia.

Estou trabalhando para, na medida do possível, catalogar e disponibilizar os registros de outras cidades. Portanto, se você está busca de fontes de pesquisas genealógica, você pode baixar os arquivos clicando no tipo de assentamento. Batismo, Casamento, óbitos. Eles estão catalogados por ano. Cada link contém os nomes que aparecem na imagem daquele registro.

patrimônio

"A valorização de nosso Patrimônio Cultural depende, necessariamente de conhecê-lo. E sua preservação, do orgulho que possuímos de nossa própria identidade." (Autor Desconhecido)

Com mais de 300 anos de existência, Rio Espera possui patrimônio histórico cultural de grande valor para a nossa cultura.

Em Foco

O Informativo Rio Espera em Foco, foi criado pela Jornalista Simone Santiago em março de 2009 com o intuito de levar informação aos rioesperenses presentes e ausentes sobre a terra natal.

Ele retrata mensalmente em oito páginas as notícias de Rio Espera e é uma produção independente, custeada pela Jornalista. Aos poucos, esse veículo de comunicação cresceu e hoje é um “gigante”, com a sua imparcialidade, matérias objetivas e de grande importância para a população rioesperense.

Baixe o Rio Espera em Foco aqui.

Arquivo

Irei disponibilizar aqui arquivos em geral que podem ser de interesse dos visitantes. Fotos, vídeos, documentos etc...

Museu de Rio Espera

Muitas pessoas apaixonadas pela cultura e patrimônio rioesperense vêm trabalhando por muito tempo para tornar um sonho em realidade. O sonho de ver instalado em Rio Espera um museu. Agora, esse sonho está se tornando realidade. O espaço já está sendo preparado para a organização do nosso tão merecido e esperado museu. A criação do museu de Rio Espera representa um enorme avanço na organização e manutenção da nossa cultura, patrimônio e memória.

A Secretaria Estadual de Cultura de Minas Gerais demonstra com medidas concretas o apoio à proposta de criação da Remap (Rede de museus do Alto Paraopeba e Vale do Piranga).

Reunião realizada por técnicos da secretaria de Cultura em Rio Espera A ideia da rede se firmou como alternativa para a criação de espaços de divulgação de importantes capítulos da história regional, que registram, por exemplo, passagens de Aleijadinho por Rio Espera, uma pintura de mestre Ataíde em Itaverava, a participação decisiva do embaixador Napoleão Reys (natural de Lamim) na difusão do conhecimento por meio da criação de dezenas de bibliotecas por todo o país. A rede regional de museus surge também da necessidade de eternizar a memória de personalidades relevantes como Cesário Alvim, 1º governador de Minas, nascido no distrito de Pinheiros Altos, município de Piranga, e outros nomes que ajudaram a construir a história mineira.

LEIA MAIS BLOG DO MUSEU. PARTICIPE E FAÇA PARTE DESSE MOMENTO HISTÓRICO!

Contato

Localização: Rio Espera está localizada a 160 km de Belo Horizonte. A partir de Belo Horizonte, segue-se a BR040 no sentido sul até Conselheiro Lafaiete. Em Lafaiete, deve-se pegar a estrada de Piranga, 482. Segue-se a 482 até pouco depois de Catas Altas da Noruega, onde terá uma saída para Lamim e Rio Espera, MG132.

Para ler ou escrever no Livro de visitas clique aqui.

Contato

Para entrar em contato ou enviar comentários preencha o formulário e clique no botão enviar. Comentários, sugestões e críticas construtivas serão sempre bem vidos!

 

fim