Raimundo Nonato de Assis

Raimundo Nonato de Assis

por Luiz Carlos Assis

Nasceu no dia 31/08/1905;
Faleceu no dia 09/12/2000.

Casou-se por duas vezes, sendo a primeira com Maria Evangelista de Assis, com quem teve seus 5 (cinco) filhos, Raimundo Assis Pereira, Crisóstomo Assis Pereira, Zézimo Assis Pereira, Silvério Assis Pereira (Verinho) e Efigênia Evangelista Assis de Paula Pereira, tendo ficado em Rio Espera somente o Verinho que ainda reside na Fartura.

A segunda esposa do Raimundo Nonato, conhecido como Raimundo Rodrigues, foi LUZIA DE ASSIS (Zizinha) com quem viveu muitos anos, sempre contagiados de amor e harmonia. Harmonia e hospitalidade era o que se vivia naquela casa sem reboco na Fartura.

Carro de boi, cavalos e uma rapadura especial no velho engenho movido à tração animal. E ainda um vovô que sempre dispunha de tempo e carinho para os netos, sabendo o que cada um gostava, atendia particularmente aos prazeres da meninada. Era como se cada neto fosse o único, com deliciosos doces, caldo de cana, melado, amendoim, cana, confecção de brinquedos rústicos, como carrinhos de carretel, jogos de dama e muito carinho; e ainda muita religiosidade.



Raimundo cavalgava sempre num passo de trote, indo aos domingos e dias santos à missa em Rio Espera. Aos domingos assistia ainda às reuniões da Conferência Vicentina, tendo participado intensamente daquela fraternidade por 79 anos da sua vida, sempre presente e ativo nas reuniões Vicentinas.

Foi exemplo de educação e respeito, sendo referência de pessoa para aqueles que o conheceram, era atencioso e sempre muito alegre, transmitindo paz e experiência.

Interessante como sabia se fazer respeitar por todos, mesmo fazendo a vontade dos netos que carinhosamente o chamavam de Padrinho Vovô, determinava as regras sem mudança de semblante ou tom de voz.




Vovô Raimundo ainda poetizava, tendo registrado junto aos filhos e netos uma frase especial ao dizer que a vida é “Brinquedo na meninice, ilusão na mocidade, na velhice, só saudade”.

A idade pode gerar saudade ainda em vida, mas daquela presença alegre que partiu em 09 de dezembro de 2000, perto de completar 95 anos, o que se tem são lembranças da sua exemplar passagem.

Registro de Batismo de Raimundo nascido em 31 de agosto de 1905 , filho de José Rodrigues de Assis.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *